sexta-feira, 22 de maio de 2015

Dicas de cinema: Mad Max: Fury Road/ Estrada da Fúria






Outro dia fui assistir Avengers 2* e antes de começar o filme vi o trailer de Mad Max, achei que o filme seria tosco, nem me interessei. Mas todo mundo estava falando do bendito filme, e os críticos dando notas boas, resolvi ir com o namorado ver qual era a do filme, e não é que é legal!

Eu não havia assistido os outros filmes do Mad Max, mas o universo todo já me fez entender o contexto, se passa na Terra, após a água e o petróleo estarem mega escassos, sendo controlados por poucas pessoas que possuem um grande poder, sendo tratadas como deuses, como é o caso do vilão Immortan Joe, um velho asqueroso que possui esposas férteis e saudáveis (no contexto do filme todos são meio doentes e tem aparência de mendigos menos essas esposas). Então a personagem Furiosa, interpretada lindamente pela Charlize Theron, resolve se rebelar contra a situação, e é ai que o treteiro acontece, e o Max cai meio de gaiato na situação.



O filme se passa praticamente inteiro em uma perseguição de veículos por um deserto, mas mesmo assim é bem bacana, é ação do começo ao fim, mal da pra respirar. E uma coisa muuuito legal, é que o pica da situação na verdade é uma pica, uma mulher que dirige, e é sniper e comanda tudo, ou seja meu sonho, eu amo dirigir e queria ser sniper ahsuahsua, e além dela tem outras mulheres que também são guerreiras e tal, até que enfim estão mostrando mulheres que não são gostosas, e nem o par do mocinho, tendo força e atitude, e não aquela fragilidade sempre retratada.

Pra concluir, recomendo o filme, principalmente no cinema, porque como tem ação o tempo todo, aquele barulhão do cinema torna mais emocionante ;)

Ah, e coloquei um * lá em cima quando falei de Avengers, é porque resolvi não fazer um post sobre o filme, achei beeem parecido com o 1º, então quem curtiu o primeiro é daquele naipe.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve


Karina, 26 anos, cambeense, historiadora e intérprete de LIBRAS, viciada em internet, redes sociais, séries e joguinhos, estou aprendendo a ser mulherzinha depois de anos sem autoestima e vaidade, e criei esse espaço para falar um pouco sobre todas essas Karinisses!

Siga no Instagram

Snapchat

Snapchat

Seguidores

Arquivos do Blog

Pin It button on image hover