quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Séries para passar o tempo


Depois de um tempinho sem falar de séries por aqui, resolvi fazer um post dando dicas de algumas para passar o tempo. Séries que apesar de ter um contexto, tem episódios isolados, que você pode perder um episódio ou outro que não faz diferença, sabe?
Eu escolhi 4 séries, Two and a falf men (com Charlie Sheen), Two and a half man (com Ashton Kutcher), Glee e Castle. 



Bom, deu para perceber que os gêneros são misturados, tem comédia, ação, gayzisse, mas eu resolvi colocar elas aqui em vez nas outras categorias porque elas batem meu coração, mas nem tanto. Também coloquei duas vezes Two and a half men, porque considero que são duas séries diferentes, o Charlie Sheen era praticamente a série, quando ele saiu e entrou o Ashton o nome continuou o mesmo, mas o foco mudou totalmente.
Mas enfim, vamos lá para meu resumo:

Two and a falf men (com Charlie Sheen): A série é bem engraçada, principalmente nos primeiros episódios. O Sheen era muito bom, acredito que é porque ele estava interpretando o papel dele mesmo. Na série ele é um milionário que faz jingles  para comerciais e mora em uma casa em frente a praia de Malibu. Em alguns momentos da série ele tem namoradas fixas, mas na maior parte do tempo, ele ta saindo com todo tipo de mulher, vive bebendo e sendo debochado. A vida do Charlie só não é tão boa porque seu irmão pão duro e pobre se mudou para sua casa após um divórcio, e de quebra o filho dele passa finais de semana na casa de Malibu, além desses personagens, ainda há uma empregada folgada, e a mãe de Charlie que não é o melhor exemplo de mãe.

Two and a half man (com Ashton Kutcher): A série com o Kutcher também é boa, mas ao contrário de Charlie que era mulherengo, Walden o personagem que ele interpreta, é bundão e fica se rastejando atrás da ex-mulher. A semelhança dos dois é que ele também é milionário, mas no caso dele por desenvolver softwares, o irmão do Charlie continua morando com ele por terem virado amigos, e o filho dele participa do começo da série, mas vai saindo aos poucos, porque fez cagadas na vida real e foi sendo vetado. Mas enfim, confesso que apesar de todas as mudanças, eu dei risadas com a nova fase da série, e com certeza da pra passar um tempo =p

Glee: Eu tinha preconceito de Glee antes de assistir, achava que era um High School Musical, que o povo tava de boa e saia cantando, e eram draminhas adolescentes bobos. Ai todo mundo tava falando sobre, eu resolvi dar uma chance, e curti. As primeiras temporadas foram bonitinhas, as músicas eram bacanas, e eu baixava e ficava cantando o dia todo. Na série há draminhas sim, mas gostei da maneira que são abordados, falando sobre assuntos diversos, como preconceitos, alto-estima, bullying, religião e por ai vai... As músicas escolhidas variam de acordo do contexto do episódio, e os personagens fazem parte de um coral de escola, não são pessoas aleatórias que estão andando e começam a cantar e dançar do nada.
Eu curtia bastante a série, e então parte do elenco saiu, entraram atores novos, e ai não curti, parei de assistir, depois da morte do ator principal então, ai que não quis mais ver mesmo. Mas vale muito a pena ver as primeiras temporadas da série.

Castle: Eu tive interesse em ver Castle depois de ter visto Firefly, pois, o ator principal das duas séries é o mesmo. Firefly é uma série bem bacana que ainda não comentei por aqui, mas um dia falo =p. Mas voltando ao Castle, ela é daquelas séries estilo CSI, que tem detetives desvendando casos, mas nessa série o detetive na verdade é um escritor de romances sobre assassinatos e psicopatas, então ele começa a trabalhar com os policiais para poder coletar histórias para futuros livros, mas por estar envolvido com esse mundo, ele é muito bom em desvendar casos, e ele acaba contribuindo para a resolução de quase todos. Além disso, ele se apaixona pela Becket, a detetive que trabalha com ele, os dois são apaixonados um pelo outro, mas por orgulho não se declaram, pelo menos nas temporadas que vi. A série é legal, engraçadinha, muito bom para passar um tempo :D

Enfim é isso, em breve volto com mais séries ;)

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve


Karina, 26 anos, cambeense, historiadora e intérprete de LIBRAS, viciada em internet, redes sociais, séries e joguinhos, estou aprendendo a ser mulherzinha depois de anos sem autoestima e vaidade, e criei esse espaço para falar um pouco sobre todas essas Karinisses!

Siga no Instagram

Snapchat

Snapchat

Seguidores

Arquivos do Blog

Pin It button on image hover