sábado, 19 de setembro de 2015

Dicas de série: Sense8




Hoje estou aqui para falar de uma série sensacional do Netflix: Sense8. A série já está bem famosinha, até antes de começar já havia toda uma especulação por ter sido produzida pelos irmãos Whachowski, os mesmos que fizeram Matrix.

O primeiro episódio da série é muito confuso, muitas histórias, muitos personagens e lugares, então a gente fica perdido, achei até desinteressante, tanto é que depois que vi o primeiro não coloquei muita fé e fui assistir outra coisa, ai depois de um tempo estava sem nada pra ver, resolvi dar outra chance, e no desenrolar da série curti pra caramba!

O enredo da série conta a história de 8 pessoas interligadas, cada uma situada em um lugar diferente, dois estão nos EUA, mas não na mesma cidade, ai tem um na Alemanha, outra na Índia, no México, na Coréia do Sul, em Londres que depois se muda pra Islândia e por fim um habitante do Quênia.

A série vai contando um pouquinho da história de cada personagem, e aos poucos eles comecem a sentir sensações que os outros estão sentindo,  e no desenrolar da trama eles conseguem conversar uns com os outros mesmo estando em outro continente, além disso, conseguem emprestar as habilidades entre si de acordo com a necessidade do momento. Então cada um tem algo em que é muito bom, com exceção da Riley (a loirinha de cabelo curto, que só sabe sofrer). Por exemplo, a coreana é excelente em luta, se alguém está em apuros, é como se ela tomasse conta do corpo do sense8 que está precisando, e luta no corpo da pessoa.

A explicação fica meio confusa, mas assistindo fica muito legal. Mas o melhor da série nem é o mistério que envolve os sense8 e sim a história pessoal de cada um, são enredos muito bons, e cada episódio você vai descobrindo, se apegando e torcendo mais pelos personagens. Os Whachowski são muito bons, porque conseguem casar direitinho a história de cada personagem para montar uma cena em que ambos estão passando por sentimentos semelhantes, mas em contextos diferentes.

Enfim, a série vale muito a pena, e deu um trabalho gigante para fazer, porque eles tiveram que ficar viajando para todos esses países para gravar as cenas, os continuístas são excelentes. Então eu megaaaaa recomendo, amei a série e não vejo a hora de sair a segunda temporada!

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem escreve


Karina, 26 anos, cambeense, historiadora e intérprete de LIBRAS, viciada em internet, redes sociais, séries e joguinhos, estou aprendendo a ser mulherzinha depois de anos sem autoestima e vaidade, e criei esse espaço para falar um pouco sobre todas essas Karinisses!

Siga no Instagram

Snapchat

Snapchat

Seguidores

Arquivos do Blog

Pin It button on image hover